terça-feira, 30 de julho de 2013

Reutilização dos livros escolares

Os livros escolares são um peso muito grande no orçamento familiar, mas para quem não sabe, existem bancos de partilha de livros escolares, por isso, antes de os comprar, passe num banco de recolha e partilha gratuita de livros escolares espalhados em todo o país. Lá poderá procurar e obtê-los gratuitamente, assim como deixar os que já não precisa. Mesmo que não os consiga todos, os que conseguir já será uma boa ajuda, não?


 
Reutilizar é ainda melhor que Reciclar!

Simples!!!

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Casas Pré-Fabricadas de Madeira

Há alguns dias li um artigo sobre casas pré-fabricadas e modulares. Fiquei impressionada pela qualidade e estética dessas mesmas casas. Quando pensava em casas pré-fabricadas, lembrava-me sempre de pequenas casas de madeira ecológicas, mas sem nenhuma beleza. Afinal não é bem assim!!! São lindíssimas, grandes, ecológicas, seguras e ainda por cima mais baratas do que as casas de betão.

Fiquei deslumbrada com algumas casas que vi na net, deixo algumas fotos:

http://www.engenhariaportugal.com/wp-content/uploads/2011/08/casa-madeira.jpg
http://lh5.ggpht.com/-X1pTb0n_ZBg/Ry44bSxlCeI/AAAAAAAABXk/t6sUybuWb0M/DCP_0170.JPG
Photo La Siane 192M2 Maison Australienne Préfabriquée image 1/6



 Que lindas!!!! Dá mesmo vontade de ter uma!!

 vantagens das casas de madeira:

   " * Saúde: As casas de madeira, pelas suas características naturais de purificador de ar, controlador de humidade, agradável aos sentidos de visão, toque e olfacto, já referidas na introdução, ajudam na prevenção e combate a doenças respiratórias, reumáticas, redução de níveis de stress, ansiedade e depressão, etc. A propriedade não electrostática da madeira diminui a quantidade de pó substancialmente ajudando no controlo e prevenção de doenças alérgicas. Para aqueles que como eu, sofrem de asma, este contributo é fundamental para uma vivência confortável.
    * Durabilidade: Se tivermos em conta que existem casas, na Escandinávia por exemplo, com 600 e 700 anos de existência, podemos apenas contar com o mesmo resultado mediante que a casa seja mantida correctamente.
    * Estabilidade Térmica: As casas de madeira retêm extremamente bem o calor e irradiam o mesmo de forma uniforme por toda a casa.
    * Insonorização: As casas em madeira são excelentes na redução de barulho e vibração exteriores. A madeira é frequentemente usada como isolador acústico em pequenas camadas. Numa casa de madeira, toda a casa é um imenso isolador acústico.
    * Ecológico: A construção em madeira liberta, de longe, muito menos CO2 do que qualquer outra forma de construção. O abate de uma árvore para a construção de uma casa dá origem, pelo menos, à replantação de uma outra árvore e promove a conservação e alargamento de áreas florestais pela criação de riqueza com as mesmas. 
    * Mais Barato: Uma casa de madeira pode custar entre 10% a 30% menos do que uma casa em alvenaria equivalente.
    * Resistência ao fogo: Apesar de se pensar o contrário, as casa de madeira são muito resistentes ao fogo pois a madeira tem um efeito retardatário bem como os produtos aplicados à mesma que estão, inclusive, regulados de forma padronizada pelo sector sendo que, em caso de incêndio de grande dimensão, poderá ser mesmo possível recuperar a estrutura. Ao contrário, uma estrutura em ferro facilmente aquece, propaga e colapsa.
    * Rapidez de construção: Uma das razões para um menor custo reside na rapidez de construção que pode ir de 3 dias a 3 meses, dependendo essencialmente do tamanho da casa.
    * Intemporal: A casa é vista como uma herança. Aquilo que hoje em dia consideramos moderno rapidamente se torna antigo e feio. Facilmente podemos ver na paisagem urbana residências e prédios que há não muito tempo, 10 ou 20 anos, consideraríamos modernos e hoje em dia são antigos e decrépitos. A casa de madeira possui uma beleza e qualidade estética que ultrapassa espaços temporais de séculos."
Texto retirado de:http://casasprefab.blogspot.pt/2011/02/casas-de-madeira.html

domingo, 28 de julho de 2013

Pão de Ló recheado com cobertura de natas e morangos

Hoje, a sobremesa foi deliciosa! Deixo-vos uma foto! :-) 
É super fácil de fazer e sai sempre bem! Todos adoraram!!!


                              


Ingredientes para o bolo:
6 ovos
150gr de açucar
120gr de farinha

Ingredientes para a cobertura e recheio:
2 pacotinhos de natas
Açúcar a gosto
500gr de morangos
1 lata de pêssego em calda
1 cacho de uvas

Preparação:
Batem-se muito bem as gemas com o açúcar. Misturar a farinha e por fim envolver as claras em castelo. Vai ao forno brando a cozer numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha.
Enquanto o bolo coze, prepare o recheio e a cobertura.
Bata as natas com o açúcar a gosto até ficarem em chantily. Para o recheio lave, enxugue e corte os morangos e envolva-os com um pouco de chantily que fez e reserve no frigorífico. Quando o bolo estiver cozido, tire-o do forno, deixe arrefecer e depois divida-o em duas partes e deite a mistura de morangos com chantily e espalhe. Depois cobra todo o bolo com chantily e decore a gosto.
Bom apetite!

Verdade!!!


domingo, 21 de julho de 2013

Brinquedos feitos de chinelos tiraram 400 toneladas de lixo do oceano no Quênia



Quem me conhece sabe que eu adoro transformar o velho em novo e que gosto de comprar produtos ecológicos e sustentáveis, pois o nosso mundo é este e temos de o respeitar, visto que não temos outro sítio para viver. Então numa das minhas pesquisas pela net sobre produtos ecológicos, encontrei uma notícia que me deixou encanta e maravilhada sobre um projeto do Quénia. O projeto chama-se Ocean Sole e tem como objetivo reciclar chinelos, que vem com as correntes marítimas, transformando-os em novos produtos extremamente criativos, como brinquedos e objetos de decoração. Através deste projeto já foram retirados toneladas de chinelos do oceano.
Vale a pena ler notícia na íntegra retirada do Site Papo de Homem:
"Existem duas  manchas gigantescas que se aglomeram no Oceano Pacífico, devido às correntes marítimas. Calcula-se que uma área equivalente à dos Estados Unidos de lixo está flutuando sobre o oceano. Há quem diga que, na verdade, esta área é muito maior, já que não é fácil estimar seu tamanho real, devido ao constante movimento que ela executa. Invisível para nós, que estamos em terra, utilizando e descartando material freneticamente todos os dias, sem fazer a menor ideia do destino disso tudo que jogamos fora, mas que gera efeitos.
Um desses efeitos é os detritos pararem em praias pelo mundo inteiro. E em uma dessas praias, em Nairobi, Quênia, os moradores decidiram reaproveitar o lixo, criando brinquedos à partir da enorme quantidade de chinelos que vinham pelo mar.
A iniciativa se chama Ocean Sole, empregam cerca de 100 pessoas e já conseguiram reaproveitar mais de 400 toneladas de lixo do oceano. Repito: 400 toneladas."


tumblr_mmxu2lpafB1qcbg25o1_1280


tumblr_mmxu2lpafB1qcbg25o2_1280 


tumblr_mmxu2lpafB1qcbg25o3_1280

tumblr_mmxu2lpafB1qcbg25o4_1280 
tumblr_mmxu2lpafB1qcbg25o5_1280

tumblr_mmxu2lpafB1qcbg25o6_1280

tumblr_mmxu2lpafB1qcbg25o8_1280

tumblr_mmxu2lpafB1qcbg25o9_1280
 tumblr_mmxu2lpafB1qcbg25o10_1280

Que lindos brinquedos!!! Ninguém diria que são feitos de lixo! Este projeto é realmente incrível!

Notícia retirada de:
http://papodehomem.com.br/brinquedos-feitos-de-chinelos-tiraram-400-toneladas-de-lixo-do-oceano-no-quenia/

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Vamos brincar ao ar livre? Idéias para brincar com os seus filhos






Em tempos de iPod, iPad,… é muito difícil motivar as crianças para brincadeiras de  rua, com simplicidade e pouca tecnologia. Devemos aproveitar as férias para incentivar os nossos filhos a brincarem ao ar livre, pois essas brincadeiras estimulam a criatividade. Eu adoro ver o meu filho ao fim do dia todo sujo e de “barriga cheia” de tanto brincar! Estes dias, ele tem ficado de molho na banheira!! :-)
Deixo  aqui alguns exemplos de brincadeiras ao ar livre:

Parque de atrações:
Pegue em seis latas de conserva vazias e coloque-as numa mesa, num sítio amplo. Os jogadores, cada um por sua vez, colocam-se a uma certa distância e, com uma bola, procuram fazer cair as latas de uma só vez. Como não é facil, podem dar pontos e estabelecer um prémio.

As pedras:
Façam cinco casas como mostra o desenho:

Procurem  cinco pedras e coloquem-se afastados do desenho cerca de 2m. Lancem as pedras um após outro, tentando acertar nas casas que tenham número mais alto, e marquem o número de pontos que se encontrem na casa em que a pedra acertou. O vencedor será aquele que terá somado 50 pontos mais rapidamente.

Jogo das chapinhas
Consiste em atirar as cápsulas de garrafas, contra uma parede para ver qual consegue ficar mais perto dela. E não é assim tão fácil, porque, se atirarem a chapinha com muita força, ela bate na parede e ressalta. Traça-se uma linha a uns três metros da parede, que não se pode ultrapassar e, colocando-se atrás dela, começam os jogadores a jogar, cada um por sua vez.

A corda das bolachas
Numa corda fina pendurem tantas bolachas quanto dos jogadores.  Duas pessoas seguram na corda e levantam-na. Dado o sinal, os jogadores devem, com as mãos atrás das costas, tentar comer a bolacha. O primeiro que o consiga fazer completamente será o vencedor.

O cão e o osso
Tira-se à sorte quem há-de ser o “cão”. Este fica sentado de costas para os outros, com os olhos vendados e com o “osso” junto a si. Um dos outro jogadores tentará aproximar-se do “cão” sem ser ouvido, e tirar-lhe o “osso”. Se o “cão ouvir alguma coisa, ladrará e o jogador voltará para o seu lugar, sendo a vez de outro tentar. Se conseguir tirar o osso ao “cão”, esconde-o. Depois tira-se a venda ao “cão” e este deverá ir à procura do osso (procedendo-se como no jogo “Frio ou Quente”) Depois de encontrado o osso, o “cão” troca de lugar com o jogador que lhe tirou o “osso”.

Gincanas
É construído um percurso de obstáculos que todos os jogadores, um por um, deverão percorrer. Por cada obstáculo em que cometerem alguma falta são penalizados com um ponto. Exemplos: correr determinada distancia dentro de um saco, aos pulos; correr outra distancia ao pé-coxinho, aos pulos ou transportando um balde (de praia), com água, à cabeça; dar uma cambalhota; com a boca, tirar um rebuçado de dentro de uma tigela cheia de farinha; transportar, correndo, uma batata dentro de uma colher, etc.


Vamos brincar?

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Dicas para piquenique!


O verão é  altura ideal para preparar piqueniques. Estar em contato com a natureza e desfrutar do sol.
 

Eu aconselho a levar sacos diferentes: um para talheres, guardanapos, toalha de mesa  e outro para todos os alimentos.
Aqui está uma lista de coisas para levar para um piquenique. Claro, adaptá-lo às suas necessidades:

    Saco térmico,
    Colheres, garfos, facas, pratos e copos de plástico,
    Sal e pimenta,
    Bolachas, Batatas fritas,
    Abre latas e saca-rolhas,
    Toalha,
    Toalhas para sentar no chão,
    Algumas almofadas para fazer uma sesta,
    Cadeiras dobráveis,
    Um guarda-sol, para-vento,
    Chapéu, boné ...
    Protetor solar e repelente de mosquitos
    Um kit de primeiros socorros
    Um saco de lixo para pôr o lixo. Respeitar a natureza!
    Bolas, pá / balde, raquetes de praia, ...)
    Câmara fotográfica 

Quando preparar?

Isso dependerá, obviamente, da comida! No entanto, em geral ...

Fazer na véspera:

    Tortas, quiches
    Carnes frias (rosbife, carne de porco assada, frango)
    Bolos, biscoitos, tortas, panquecas


Fazer de manhã:

    Croquetes, panados, bolinhos de bacalhau, rissóis
    Frango de churrasco (fazer ou comprar)
    Sanduíches
    Saladas de frutas
    Colocar no saco térmico: água, fruta, vegetais, sumo, iogurtes, pacotes de leite…)

Fazer no local:

     Sanduíches com tomates, pepinos ... 

 No local,  mantenha os  alimentos frescos, abra o saco térmico muito pouco tempo e muito rapidamente, de modo a que o gelo se mantenha mais tempo possível.


 Bons piqueniques!!!